Verdade! Um estudo feito pela Universidade Estadual de Washington, EUA, mostrou que a agricultura orgânica pode ser usada para alimentar de maneira eficiente toda a população mundial.

Os autores do estudo garantem que a agricultura orgânica é capaz de satisfazes todas as necessidades alimentares do mundo, independente das mudanças climáticas. “Fazendas orgânicas têm o potencial para produzir altos rendimentos em consequência da capacidade mais elevada de retenção de água nos solos cultivados sem agrotóxicos” explica o estudo. As evidências apontam para o fato de que os sistemas agrícolas orgânicos garantem maior benefício social, o que resulta em um planeta mais saudável.

Segundo relatório da Federação Internacional de Movimentos de Agricultura Orgânica, a área total dedicada ao plantio de orgânicos no mundo atingiu 57.8 milhões de hectares em 2016, área equivalente a 90% de todo o território utilizado para cultivo no Brasil, um dos maiores produtores agrícolas do planeta.

Nos sistemas de plantação orgânica e agroecológica, existe um equilíbrio maior em relação à variedade de alimentos plantados e à preservação e a saúde dos solos. Dessa forma, as plantações ficam menos suscetíveis a desequilíbrios que comprometem o desenvolvimento saudável dos alimentos e, somente quando necessário, são utilizados adubos orgânicos ou métodos biológicos para o controle de pragas.

O QUE SÃO ALIMENTOS ORGÂNICOS?

Essencialmente, os alimentos orgânicos são conhecidos por serem produzidos sem o uso de produtos químicos, como agrotóxicos, fertilizantes dessa natureza ou sementes transgênicas. Como não utilizam agrotóxicos e outros produtos relacionados, esse método de plantio respeita o ciclo natural das plantas e do solo, o que faz com que os alimentos sejam mais saudáveis, cresçam com mais fibras e outros nutrientes.

Outro aspecto relevante é que as plantações orgânicas promovem uma maior biodiversidade em comparação ao modelo que prioriza a monocultura e a utilização de agrotóxicos. Isso significa, além da preservação, uma maior variedade de alimentos e oferta de nutrientes.