Provavelmente você já ouviu esse termo por aí. Mas, você sabe o que realmente significa mindful eating? Segundo a pesquisadora e especialista no assunto Jan Chozen Bays, “mindful eating é uma experiência que envolve todas as nossas partes – corpo, coração e mente – na escolha e no preparo do alimento e no ato de comer”.

Também chamada de comer com atenção plena, essa prática trabalha com a importância de estar atento ao momento presente, com consciência aos sinais do corpo, pensamentos, sentimentos e sensações ao ter contato com a aparência, aroma, textura e sabor dos alimentos, sem julgamentos.

Dessa forma, fica mais fácil a identificação da fome e seus diversos tipos. Isso mesmo, temos 9 tipos de fome, veja quais são eles:

1 – Fome dos olhos: quando vemos um prato bem montado e colorido, temos mais vontade de comer, mesmo não estando realmente com fome;

2 – Fome do nariz: quem nunca sentiu fome só de sentir o aroma de uma preparação?;

3 – Fome da boca: é aqui que estão as papilas gustativas, com as quais sentimos diversos sabores;

4 – Fome do estômago: muitas vezes o estômago avisa quando estamos com fome, embora o ruído feito por ele, também possa significar nervosismo e ansiedade;

5 – Fome do tato: a textura influencia muito no que comemos;

6 – Fome do ouvido: alguns sons, como os de uma batata crocante, podem despertar a sensação de fome também;

7 – Fome celular: puramente biológica, os nutrientes que de fato precisamos para manter nosso corpo saudável e em funcionamento;

8 – Fome da mente: é a fome do pensamento, como a de que “eu deveria comer mais frutas” ou a da memória, como a de uma macarronada quentinha e repleta de molho;

9 – Fome do coração: conectada diretamente as emoções, desejo por certos alimentos que trazem o sentimento de aconchego, como o bolinho de chuva da sua avó.

Estar atento a esses sinais, torna a alimentação mais consciente e simples. Os benefícios à saúde com a prática do mindful eating já são amplamente descritos na literatura científica, como: melhora na digestão dos alimentos, bem estar emocional, conhecimento e respeito aos sinais do corpo, e com isso, melhor identificação de alguns sintomas, como o desconforto causado por algum tipo de alimento, por exemplo.

Veja abaixo 4 etapas importantes do mindful eating:

1 – Observar: atente-se para os sinais do seu corpo, ruídos do seu estômago, sensação de saciedade, prazer ao consumir um alimento;

2 – Saborear: perceba o aroma, a textura, as cores e o sabor do alimento. Feche os olhos de vez em quando para sentir essas características completamente;

3 – Estar presente: desconecte-se de celulares, desligue a televisão, conecte-se com a refeição, o local e as pessoas que estiverem com você naquele momento;

4 – Não julgar: neste momento, esqueça a quantidade de calorias dos alimentos, lembre-se que a comida é muito mais que nutrientes.

Quando somos crianças, geralmente temos nosso sistema de fome e saciedade bem apurado, mas vamos perdendo esse controle biológico ao longo do tempo, tanto porque comer também é social, quanto por influências e o excesso de distrações a que somos expostos durante o nosso desenvolvimento. Por mais difícil que pareça, retomar essa conexão e identificar os tipos de fome é possível e a prática do mindful eating pode ajudar muito.

E aí, vamos praticar?