"Ser saudável é cortar carboidratos?"... Caalma lá, não é bem acima. 

Quando pensamos em carboidratos, temos uma longa história de mitos, crenças, medo, ódio e mesmo amor sobre eles. Não é de hoje que eles são culpados pelo ganho de peso e sua retirada da alimentação é utilizada como estratégia para o emagrecimento, principalmente o emagrecimento rápido.

O que sabemos é que os diversos estudos já conduzidos para avaliar a eficácia de diferentes dietas chegaram a mesma conclusão. No longo prazo, todas levam ao emagrecimento, desde que você siga corretamente. Ou seja, é sempre preciso avaliar qual a mais adequada para você e seus objetivos, mas não existe uma única “receita de bolo (low carb)” para todo mundo.

O fato é que, de forma geral, o que mais importa é escolher sempre boas fontes desse nutriente. A quantidade será definida pela necessidade individual e aqui não tem mesmo certo e errado e nem dietas prontas.

Carboidratos complexos são aqueles integrais (de verdade), ricos em fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes e podem ser encontrados em diversos alimentos de alto valor nutritivo, como batatas, mandioca, inhame, cará, mandioquinha, abóbora, grãos integrais, como aveia, arroz, trigo, quinoa, amaranto, milho, centeio e cevada, além da maior parte das frutas.

As fontes refinadas, como farinha branca, pão branco, arroz branco, certamente não serão as melhores fontes, assim como os alimentos ricos em açúcares.

Faça as melhores escolhas e, claro, procure um nutricionista para atingir seus objetivos de forma saudável e individualizada. 

No vídeo abaixo, nossa mãe-terráquea e nutricionista Naiana Passos explica um pouco mais sobre o mito do carboidrato