Trabalhamos com alegria para oferecer alimentos naturais de verdade. Mas isso não basta. Nossa realização maior é fazer bem para as pessoas e também para o planeta. Por isso, criamos o “Pensando Bem”, projeto que rastreia 7 impactos ambientais de diversos produtos, desde o plantio, produção, até a entrega nas lojas. Ao identificarmos o que está bom e que precisamos melhorar, buscamos formas de reduzir nosso impacto na natureza. Sabemos que não somos perfeitos, mas nos esforçamos para fazer a nossa parte. Veja abaixo a tabela de impactos da Mãe Terra:

     
  1,1 mi KWh
  1,2 bi l
  841 mil Kg
  40 mil Kg
  3,5 mi m²
  1,1 mi m²
  2
   
Nossos produtos orgânicos geram em média 55% menos gases poluentes do que seus equivalentes convencionais. A utilização de resíduos orgânicos para geração de energia (como bagaço de cana ou cascas de castanha do Pará), além de a matriz energética brasileira ser baseada em hidrelétricas, fazem com que nossa pegada de carbono seja atenuada.
Nossos produtos orgânicos geram em média 55% menos gases poluentes do que seus equivalentes convencionais. A utilização de resíduos orgânicos para geração de energia (como bagaço de cana ou cascas de castanha do Pará), além de a matriz energética brasileira ser baseada em hidrelétricas, fazem com que nossa pegada de carbono seja atenuada.
Com o avanço da empresa em relação aos orgânicos, estamos trabalhando cada vez menos com produtores que fazem uso de agroquímicos, responsáveis por boa parte das nossas emissões. Além disso, nossos fornecedores orgânicos estão, majoritariamente, localizados na região sul do país. Isso faz com que a distância percorrida pela matéria prima até a Mãe Terra seja menor do que se comprássemos de outras regiões, como norte, nordeste ou fora do país, conseqüentemente as emissões também são menores.